A 2ª temporada de 'Game of Thrones' tem metade da nudez da 1ª temporada, mas o dobro da morte

Identidade Na 1ª temporada, as únicas pessoas mostradas cometendo agressão sexual foram Dothraki, freqüentemente chamados de 'selvagens estrangeiros'. A segunda temporada traz a constante ameaça de estupro para Westeros.
  • Foto de Helen Sloan

    Contou amplamente todas as ocorrências de estupro, assassinato e nudez em 'Game of Thrones'. Uma introdução a estes dados e metodologia pode ser lida aqui, junto com os números totais em todas as estações.



    Você pode encontrar detalhamentos por temporada aqui:
    Índice
    Temporada 1|Temporada 2|Sessão 3|Temporada 4|5ª temporada|6ª Temporada|7ª temporada






    Infográfico de Kyle Kirkup





    Mortes notáveis: Renly
    Cenas notáveis ​​de estupro: Tentativa de estupro de Sansa por rebeldes de King's Landing

    A 2ª temporada é a primeira a incluir a única mulher creditada por escrever um episódio do programa: Vanessa Taylor, que escreveu dois episódios nesta temporada e um na 3ª temporada. Esta temporada cortou os últimos números de nudez pela metade, mas quase dobrou número de mortes na tela. Apenas um episódio passou no Teste de Bechdel, e houve dois casos de estupro e tentativa de estupro na tela. Os showrunners também dobram um dos primeiros temas do programa: viver sob a ameaça de violência sexual.






    Embora a 2ª temporada tenha menos da metade do número de estupros da 1ª temporada, todas as incidências de estupro da primeira temporada foram descritas como 'práticas culturais' do 'selvagem' Dothraki. Esta é a primeira temporada em que vemos estupros em Westeros e como os escritores armam sua ameaça contra os telespectadores. Sansa, cujo arco de personagem serve comouma inversão do tropo da princesa, vive constantemente sob a ameaça de estupro (por Joffrey, The Hound, Mindinho, etc). No episódio 6, a filha mais velha dos Stark é perseguida e presa por manifestantes, que tentam estuprá-la. A cena angustiante dura cerca de 51 segundos (em comparação com os 42 segundos do tempo de exibição dedicado ao estupro dela por Ramsay na 5ª temporada). A história de Sansa nesta temporada está entrelaçada com a de Shae, uma prostituta inteligente e perspicaz que se torna sua criada, protetora e amiga. O único episódio que passou no Teste de Bechdel nesta temporada inclui uma conversa entre Shae e Sansa, que estavam jogando para passar o tempo no porto.



    A maneira como várias cenas do Rei Joffrey foram escritas foi a pior parte desta temporada. Os showrunners subestimaram os espectadores de forma mais flagrante, fazendo-nos suportar uma cena longa demais de Joffrey Baratheon forçando duas prostitutas a abusar uma da outra, quando já entendemos que seu personagem é estupidamente mau com base em muitos exemplos anteriores, como ter o açougueiro menino assassinado na 1ª temporada ou espancando e humilhando Sansa no tribunal no episódio 4 da 2ª temporada.

    Visão geral da série